As tempestades

As Tempestades
As Tempestades são experimentos
A que aqui está é a primeira delas
Surgiu com minha saída da cidade para o campo
Com a pandemia
Deixei meu ateliê urbano em uma zona industrial
E comecei um ateliê no campo
Ocupei o campo de futebol de uma chácara
E ali iniciei a primeira Tempestade pela estrutura
Três postes de 7 metros enterrados um metro para dentro do chão com duas barras
superiores de
3 metros e 20 centímetros
Posicionadas como um livro aberto, prendi duas telas de 6 metros por 3 metros e 10
centímetros
A partir dessa base comecei a sonhar com as estrelas que são o teto do meu ateliê
O que a cidade tirou o campo devolveu
Primeiro as estrelas
Depois a violência do clima
O sol fervendo tudo todo dia
A chuva em suas intensidades
A violência dos ventos em tempestade
A relação com os animais
Os insetos que pousavam e caminhavam na pintura
Os pássaros que pousavam e voavam por entre as telas
Um mapa intui
Um mapa que uso para me localizar
Não na terra mas no espaço
Um mapa mítico
Um mapa zodiacal
Um mapa de sonhos
12 figuras surgiram com as danças diárias para ali habitarem
Vespa, Jabuti, Pulga, Tubarão onça, Buriti, Minotaura, Grávida, Sumé, Juana Azurduy,
Pintor,
Oxóssi e o Louco.
Uma vez terminada, a pintura foi selecionada para uma exposição em Brasília
Do sagrado e do profano com curadoria de Fernando Mota, realizada na galeria Karla
Osório
No dia anterior à abertura a pintura foi adquirida por Roberto Klabin
Roberto logo deixou claro sua intenção de instalar a obra na estância Caiman no Pantanal
Quase 5 meses após o início da exposição, já somados mais de um ano após o início dos
trabalhos que resultaram na Tempestade,
seguiu-se o projeto para a estrutura que hoje o suporta na Caiman
Uma peça desenhada para tornar a pintura recolhível em dias de chuva e vento intensos
que
possui também um poleiro falso, estrutura em madeira que gira assim que se pousa em
cima
dela.
Instalei a Tempestade na última sexta feira, dia 3 de dezembro
O local exato para instalação escolhido no dia 2 de dezembro
Às 7 horas da manhã da sexta começamos a escavar e fincar os postes definitivos de 7
metros
socados um metro para dentro do solo
Às 14 horas começamos a levantar a pintura
O método foi um trator que elevou as partes da pintura já presas a sua estrutura
Às 17h o trabalho foi finalizado com uma foto com a equipe que a fixou
O que ficou é um experimento visual que dialoga com a paisagem do pantanal e seu clima
seus
animais e natureza intensa
Os milhares de pássaros, insetos, jacarés e outros mil bichos que agora desfrutam da
presença
da pintura
O sol intenso, o luar prateado e o céu, hora azul, hora cinza, hora cravejado de estrelas que
emolduram a Tempestade
O que é projeto é a renovação da Tempestade conforme o tempo a consuma
Por isso as Tempestades no plural
Existirá uma outra quando a atual acabar

Sobre a obra
Resina médium sobre tela, 630x600cm, 2021.
Select the fields to be shown. Others will be hidden. Drag and drop to rearrange the order.
  • Image
  • SKU
  • Rating
  • Price
  • Stock
  • Availability
  • Add to cart
  • Description
  • Content
  • Weight
  • Dimensions
  • Color
  • Additional information
  • Attributes
  • Custom fields
Compare
Wishlist 0
Open wishlist page Continue shopping